Israel – polo mundial de cibersegurança

Israel se consolida como um polo mundial de cibersegurança
De acordo com alguns dados que a Microsoft obteve, cerca de 20 mil ataques cibernéticos ocorreram por semana há 2 anos. Esse número aumentou para 700 mil atualmente.

E esse tipo de situação, foi algo que Israel previu a mais de 30 anos atrás, o que os tornou hoje – por conta de investimento planejado – o polo mundial de cibersegurança.


Por que a cibersegurança é necessária?
A segurança digital deve ser interesse de praticamente todos os países e nações, visto que é considerado uma abertura para possíveis ataques e ações que visam o prejuízo.

Algo que pode ocorrer também dentro de empresas de setores variados.

Problemas cibernéticos vem acontecendo mensalmente ao redor do mundo. Imagine você ter seu celular bloqueado, e só poderá ter acesso novamente a todos os seus dados e informações se enviar alguma quantia em dinheiro para alguém? Como uma espécie de sequestro tecnológico.

Ou até mesmo ser espionado pelas câmeras de sua casa por pessoas que você nem conhece de outro país, incluindo até mesmo seus filhos por meio da babá eletrônica.

Outra atividade comum, é ter a porta de seu quarto de hotel trancada por conta da tranca eletrônica, e ser liberado para sair somente se depositar algum valor em alguma conta irrastreável.

E cidades com todo o abastecimento de energia interrompido com os milhões de habitantes sem luz e aquecimento.

Bom, isso ocorre por falhas na segurança cibernética. Por isso que muitas empresas e governos vêm investindo muito dinheiro nesse setor.

Sendo que é possível criar “ataques” que prejudicam até questões como controle de pandemia.

Mercado da cibersegurança em Israel

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse certa vez que “O mundo está mudando. Basta um clique e você pode colocar as nações de joelhos”.

Baseado nesses princípios e conceitos, Israel vem nos últimos anos investindo no setor de segurança cibernética, criando um polo de tecnologia no meio do deserto, que hoje basicamente é considerado o Vale do Silício do Oriente Médio.

Conhecido como CyberSpark, o polo fica localizado na cidade de Beersheva, bem no meio do deserto do Negev, onde irá abrigar os maiores cérebros no setor privado, acadêmico e militar.

O que acabou se tornando um ecossistema perfeitamente equilibrado, juntando em uma pequena cidade alunos, professores, pesquisadores, empresários, funcionários, sócios, unidades de inteligência militar e acadêmica em um só local.

Por isso a importância de se atualizar e estar dentro do mercado de segurança cibernética, pelo fato de que isso se trata do futuro.

Então, conheça agora mesmo as soluções da Cysource, o local perfeito para você não só entrar no mercado de cibersegurança, como também começar com o pé direito com todo o conhecimento que precisa.

Outros artigos que você pode ter interesse: